5.11.09

dias paulistanos


são paulo. 35 graus centígrados. 17:30 hs. metrô.

desespero, tumulto, falta de ar, dor de cabeça, gente desconhecida E SUADA se enconstando, barras de ferro pegajosas, conversas alheias de norte a sul. o destino é ainda mais apavorante : terminal rodoviário tietê. 

ainda que eu não goste muito de redigir minhas estórias em primeira pessoa, terei de fazê-lo desta vez...não tem como.

A situação ficou ainda mais caótica quando o "trem" a nossa frente quebrou, provocando assim um "engarrafamento subterraneo". Ameacei ter um acesso de claustrofobia, mas minhas orações incessantes me trouxeram tranquilidade, ainda que meu estado psicológico estivesse bambo na linha tênue entre o desespero e a calma. Quando a parada foi "Sé", é que a desgraça se fez...andei pensando, mas não existe nada que eu possa fazer com as palavras que transmita verdadeiramente qual foi o meu desespero naquele momento.
Ao finalmente, desembarcar deste pesadelo, olhei para o relógio: 18:04 hs. Corri em direção ao balcão da "viação bonna vita", e perguntei que horas saía o próximo ônibus para Arthur Nogueira (a má vontade destes atendentes de balcão sempre me impressionou! Ora! Eu, recém chegada de uma visita ao inferno e eles todos envolvidos nas ternura fresca do ar condicionado...um pouco de presteza não faria mal..) Calmamente - acredite, com muitíssima calma - o atendente me informou que o ônibus que eu procurava partira havia exatos 4 minutos, lançando sobre mim um atrevido olhar de pena. 
Saí bufando, mas já sem muitas forças. A noite mal dormida me provocou intensas dores de cabeça durante o dia todo. E agora, ela só aumentava..
No balcão da "cometa", uma fila enorme...paciência, paciência, 123456789 10.........o próximo ônibus para Campinas partiria em 10 min. Nem pensei. Embarquei no ônibus e num sono pesado e profundo...
Não sei se sou sozinha nesta opinião, mas não tem nada mais deprimente do que ser acordada pelo motorista do ônibus, depois que todos os outros passageiros já desceram, já retiraram suas malas, e até uma nova fila de passageiros formou-se em frente ao ônibus. Todos prontos pra embarcar.....odeio, odeio!...mas aconteceu......
Saí correndo, a procura de um ônibus para arthur. Não tinha mais. somente circulares, e para Cosmópolis, a cidade que antecede arthur nogueira...
Mesmo assim, saí atordoada pelas ruas de Campinas. Noite quente, abafada, dia indescritivelmente cansativo. Parei no ponto de ônibus. Pedi informação. Estava no ponto errado. Saí a procura do novo ponto, e acertei. Felizmente, o ônibus ainda não havia passado. Quando finalmente chegou, ao subir as escadas, eu perguntei ao motorista se o ponto final era realmente a rodoviária de Cosmópolis, num tom desesperançoso. Ele respondeu com um sotaque inesquecivelmente interionano : " Não senhora. Este ônibus vai até Arthurrrr Nogueirrrrrra".....
Meu rosto se encheu de uma luz que até fê-lo assustar! Subitamente, todo o cansaço ficou para trás e eu sorria como se estivesse dentro do veículo que me levaria ao céu.

Liguei o ipod, e a música me embalou.Ah, se não fosse ela... Esqueci da dor nos pés, da mala a tira colo, da dor de cabeça, das pessoas grudentas que se encostavam, da falta de ar, do calor e até do sono...

Segui, e segui feliz!

Ah! Eis a cereja do bolo: o circular tinha ar condicionado.....rs.

7 comentários:

  1. que dia hein laura...

    ResponderExcluir
  2. Nooossa! Nesse dia, com cer-te-za, seus nervos estavam à flor da pele! Mas a forma que você escreveu acabou criando uma estória bastante diverticda!

    Um dia você terá que escrever um livro! :)

    Beijos.

    Rodrigo Coelho

    ResponderExcluir
  3. fico felix por vc encontrar o onibus serto laura...
    gosto muiito de ti viu...

    minha cantora preferida...

    ty amu muiittão

    ResponderExcluir
  4. que dia em Laura...

    ainda bem que vc encontrou o onibus serto...

    vc é a minha cantora preferida viu...

    te amuuuu... bjos

    ass: Andressa Menghini - Piracicaba -sp

    ResponderExcluir
  5. Eu nao paro de te imaginar.... dando seus surtos...hahahahahhahahaha...... mas é a vida... hope u get a car... :)

    os comentarios pra esse post sao os melhores!!! haahauahuahaua.... (ficarei "silente"... I promisse...hahahahah) bjus ... (BF)

    ResponderExcluir
  6. Olá Laura.

    Procurei por informações sua na NET e acabei "caindo" aqui.

    Ouvi você mesma ler um de seus relatos “poematizados” em um vídeo no youtube, sob o titulo: "Laura Morena - D.N.A Essência sem Roteiro".

    Gostei muito da sua desenvoltura com as palavras, e com a sua forma de descrever tão bem o ambiente ao seu redor, dando ao leitor uma visão pessoal e ao mesmo tempo com senas apresentadas de ângulos inusitados.

    Tirando, é claro, os momentos tenebrosos que você passou no metro, seus textos são muito bons.

    Parabéns.

    ResponderExcluir