28.5.10

sábado



O sol acabou de se esconder. Pela minha janela, vejo apenas os reflexos de luz entre as folhas verdes, bem verdes.
Ainda é verão. Faz calor, é quente. É bonito. Tem sol, tem céu, tem azul.
Os pássaros ainda aparecem na varanda. São sempre famintos. Por isso, raramente fogem quando alguém se aproxima. São dóceis.
Mas eu gosto mesmo é dessa janela do meu quarto. Vejo folhas, vejo luz, vejo verde, ouro, amarelo, laranja ou qualquer outra cor que o sol escolha na hora de se esconder.
Já me dá uma saudade precoce desse cenário.
É bom só ficar deitada no colchão, despretenciosa, despida de qualquer ansiedade, qualquer pensamento. Só observando a dança das folhas outrora verdes, agora douradas. Amo quando são douradas. Iluminam meus olhos, meu fim de dia, minha alma. São tão lindas que mesmo quando a noite chega com toda a sua escuridão, parecem brasa fraca, um fogo que vai morrendo, muito rubro.
O sol vai descendo, descendo. O dia vai dormindo; e desse sono, nasce o sábado.
Agora a escuridão é completa.

Ele chegou.

4 comentários:

  1. Nossa Laura quanta inspiração ,, ao ler esse Post pensei nas lindas manhãs de culto,, musicas entoadas no culto de manha rsrs em casa sempre entoamos essas lindas canções estou muito Feliz por Lembrar rsrs!!, Penseii em "Desponta Sol",, do HA,, Adoreii mesmo que Deus continue inspirando você pra continuar escrevendo lindas mensagens ,, e Otimo sabado pra vc!!!

    ResponderExcluir
  2. laura como faço pra ter contato contigo,pra eventos.fica com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. MA-RA-VI-LHO-SO esse texto! Meu coração ficou dourado, iluminado, feliz!
    Love you.
    Mamãe

    ResponderExcluir