22.11.10

de madrugada

já é tarde, mas eu PRECISO compartilhar isso!

cenas infantis de schumann.
hoje contei a história de schumann para meus aluninhos do jardim de infância.
eles já conhecem bach, mozart, beethoven, schubert, chopin e agora schumann.

sabem tudo. sabem que ele era alemão, que adorava livros e literatura, que não era tão bom pianista quanto compositor, que casou-se com Clara (uma real pianista), que os dois formaram um dos mais célebres casais musicais, e sabem até que ele tinha um parafuso a menos...rs!

sempre quando os aluninhos chegam à sala de aula, eu toco piano até que todos se sentem e se acomodem. muitas das vezes, toco a primeira peça das "cenas infantis"de schumann.

ontem, depois de ter contado toda a história do compositor, fui ao piano e toquei a música que eles já conhecem há tempos.
foi tão bonito ver crianças de 5 anos se identificando com a música que já sabiam, que já entendiam. mas agora sabiam de onde vinha, quem tinha pensado isso antes.

uma delícia.
aqui embaixo, martha argerich tocando a série quase completa das cenas infantis.

bom dia a todos ;)


um costume


eu costumo ter poucos e fiéis amigos.
amigos de verdade, de ligar, de contar, de dar presente, de viajar pra visitá-los no fds, de dividir quarto te hotel, de chorar de saudade.

não colegas.

e eles viram família, viram parte do meu ciclo de preocupações, de amores.

quando um se machuca, eu é que me dôo.
e dói mesmo. e eu tenho raiva junto, tudo junto.

todo o resto passa, mas o que é de verdade, fica!
e essa é pra mim a tradução de amizade.

acho que essa é uma boa certeza de se ter.

fica aqui, minha pobre declaração àqueles que me são caros...
;)


amiga da onça ;)






ela me fez prometer que eu postaria esse vídeo e eu não prometi ..rs!

mas é no mínimo justo. essa é a namorada do sullivan, o meu amigo pianista que já apareceu aqui no blog tantas vezes.

ela é cellista, e eu vivo interrompendo os estudos dela pra ouvi-la tocar. várias vezes ela já tocou pra nós 2 no escuro, meia noite. os dois deitados no chão e o som do cello ecoando pelo quarto.
momentos memoráveis!

aqui ela estava estudando, naqueles quartinhos abafados da escola de artes do unasp. eu fui atrapalhar esse momento...ela até que foi bondosa (como sempre) e tocou pra mim!
certamente vai ficar brava com esse post (sem razão)...mas enquanto ela não vê, a gente aproveita e assiste ;))) (amiga da onça, eu, né?)...

é isso...ah! e aqui, ela toca o minueto da suíte n. 1 de bach!

enjoy!

video

18.11.10

19:23

o prédio da frente ficou bicolor: laranja-queimado em cima e em baixo, um cinza-grafite, da sombra dos outros milhares de edifícios que o rodeiam.

pôr-do-sol na cidade.

é bonito sim. claro que é.

bom dia ;)

eu sei que muita gente vem aqui, lê os textos (as vezes só vê as fotos) e poucos, pouquíssimos assistem os vídeos.

é compreensível. mas vale a pena assisti-los. acreditem!
esse aqui, ai!

e esse post é pra começar o dia com alegria, com leveza, com amizade de 50 anos e com mozart ;)

bom dia.

ps: ah, quem toca é a martha argerich e o nelson freire, a sonata pra piano a 4 mãos K. 381 -3º movimento.

16.11.10

claude monet

eu falo pouco de pintura aqui no blog, mas esse vídeo vale a pena.

impressionismo - impressão, pincelada rápida, pouco detalhe.

esse é um dos períodos da arte que eu mais gosto, mais me identifico.
nesse vídeo, algumas pinturas de Monet. serve pra lembrar da sua genialidade/sensibilidade.

o fundo musical não casou muito, porque é o 2º movimento do concerto n. 1 de chopin, que é o pilar quase que majoritário do romantismo.
pra esse vídeo, seria melhor um ravel, um debussy.... compositores assumidamente impressionistas.

mas tá bom assim. de todo jeito, é bonito ;)


15.11.2010

descansou wendel matos, aquele que me ajudou na harmonização da minha primeira e única música gravada; que me abriu os olhos para acordes e harmonias a mim desconhecidos.
descansou um músico sensível, introspecto e brilhante.
e eu o observei mais de longe do que de perto.

esse mundo tão duro, cruel. leva os queridos, deixa-nos saudosos.
ainda bem que saudade passa, quando se tem a certeza do reencontro.

esse dia precisa chegar logo...



sobre a honestidade musical

que coisa interessante.
uma pérola de entrevista com esses dois grandes músicos.

é lindo ver como os verdadeiros músicos são honestos, sinceros acerca da música que fazem.
esses dois tocam juntos a mesma peça, mas tem relacionamentos absolutamente distintos com a música que estão fazendo.

bacana comparar, entender.
isso só pode resultar numa performance extraordinária, verdadeira. sim, contendo "aquela" verdade que eu sempre reclamo que muitos músicos não têm.

vale a pena ....mas é em inglês :/


13.11.10

laura = sem noção total ;)

sim, depois de assistir esse vídeo, eu me dei conta de que realmente perdi a noção.

ao meu lado encontra-se o mago do violão, felipe garibaldi. eu dei de acompanhá-lo e nem sei que notas estou tocando (isso é verdade!!) ....
quando toco piano com o sullivan, a gente toca mal de propósito; ninguém tá fazendo música de verdade. é sempre na brincadeira.
aqui, eu estou dando o melhor de mim, todo a minha vasta destreza no violão. isso tudo resultou nessa piada...hahahahahaha! e o garibaldi ali, tranquilo, passeando pelo meio da minha limitação com as cordas...

um atrevimento só.
mas de bobeira em bobeira, eu me divirto, faço música (ou não né?..rsrs...os vídeos com o sullivan provam que nem sempre o que a gente faz é música....rs)..

enfim, essa é a bossa nova mais dura e sem molho que já foi gravada, mas tá aí...

foi divertido.

enjoy ;)

ps: ah! a filmagem é da dani e a super voz de locução com uma "timbragem" única é dela tb...hihihi!


video

11.11.10

1 ano




ontem fez um ano que fiz minha cirurgia na tireóide. foi a cirurgia que tirou um câncer de dentro de mim.
comecei a relembrar todos os detalhes, meus pensamentos antes da cirurgia, as pessoas que me visitaram e ficaram ao meu lado o tempo todo, os emails que recebi, o desconforto que esse assunto me causava toda vez que era trazido a tona e o silêncio que quase me consumiu.
não o silêncio da fala. esse foi rápido.
falo do silêncio do canto, da música, daquilo que acontece dentro de mim constantemente e não podia se materializar.

Deus é sábio. e um ano se passou. minha voz está de volta, meu disco saiu e meu ministério continua para a honra e glória Dele.
nunca me atrevi a perguntar o porquê pra Deus. nunca mesmo. mas hoje eu tenho um risco eterno no meio do meu pescoço, uma cicatriz que me faz lembrar diariamente que a voz é Dele, pertence a Ele e para Ele eu vou usá-la.
fiz a operação dia 10 de novembro de 2009 e meu sobrinho nasceu dia 12.
interessante ironia. tudo no mesmo hospital.
nesse um ano, Deus guiou minha vida por caminhos que nunca pensei ou imaginei.

essa é a primeira vez que me pronuncio assim, por escrito, acerca desse assunto. por meses não falava, ou contava a história como se não tivesse sido uma doença tão séria. mas hoje entendo quão abençoada fui, não só pelo meu restabelecimento, mas pelas pessoas que me rodeiam, e principalmente pela minha preciosa família, que foi absolutamente presente e foi meu apoio em todos os momentos. e milagres a gente tem que compartilhar, para fortalecer a fé daqueles que nos cercam ou de alguma forma, têm contato com a nossa experiência...
é interessante olhar pra tempestade depois que ela passa e constatar que gastar tempo questionando não adianta nada.
melhor é gastar tempo aprendendo a depender e confiar no nome Dele e na sua misericórdia, que é eterna.

a cicatriz ficou e a voz também; um milagre e sua marca ;)


ps: essas fotos foram tiradas na hora que eu estava saindo do hospital, no dia em que tive alta.

8.11.10

lixo extraordinário


eu entrei sem acreditar e sem quere-lo. saí aos prantos.
em português: "lixo extraordinário".

viva a mostra! viva a repescagem! viva a arte! viva a arte de documentar.

o lixo se dissipa...


18:00 hs


eu corri, falei.

cheguei em casa há pouco. é só sentar e tudo dói. nem sei se massagem cura.
tanta coisa, tanta gente. uma lista de afazeres tão longa que eu nem enxergo as últimas letras.

o lençol lavado dobrado em cima da cama e o colchão puro esperando ser novamente coberto me ameaçam; eu olho e sento. e contemplo a janela meio aberta, cinza, moldura da são paulo que entardece, que tem um tom quase irreal, duma púrpura que nunca vi. parece miraculoso um céu tão dramático obstruído por tantas construções monocromáticas. ele pula, ele vibra. enche meus olhos cansados.

meu olhar se perde e instantes do fim do dia escoam inadvertidamente enquanto olho para a parede branca, logo ao lado da janela.
o grito fino do vento que balança o vestido pendurado me relembra o céu bonito.

olho de novo. e ele me cura. me leva a um sorriso de boca fechada, só de olho.
o coração vulnerável sempre mergulha na beleza.

a dor no corpo passou ;)

gramophone


se eu morasse o tempo todo fora do brasil, essa certamente, seria uma revista que eu assinaria.
acabou de sair o exemplar de novembro, e eu tô doida pra ler ;)

sei que ninguém perguntou

mas só a título informativo, a série escolhida da osesp para a temporada 2011 foi a pau-brasil.

sorrindo, sorrindo, sorrindo ;)

bonita, bonita.


esse fds, resolvi cozinhar.
e fiz uns pratos que sempre assisti, mas nunca fiz. não foi tão difícil e ficou bom!

de bolo de cenoura a risoto de alho poró com salmão ao molho de alecrim, a cozinha pode ser um lugar acolhedor, onde se passa horas criando, criando.
é uma vertente, é uma possibilidade.

foi divertido e essa foto tirada daqui só me inspirou :)


ps: ah, e esse site aqui é realmente um sucesso. as receitas dão muito certo ..rs!

a crônica e o fds

ainda no ensino médio, alguém me leu essa crônica.
nunca esqueci e nunca mais li! hoje lembrei e deu vontade de procurar.

é porque o fim de semana me alertou que cada palavra desses escritos é verdadeira.
verdade atrás de verdade, eu entendo por completo o sentimento de vinícius.

pra começar bem a semana :)


Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.


(vinícius de moraes)

4.11.10

gravura auto-explicativa


não deu. fiz um.
e por uma única razão: postar fotos aqui no blog é uma das coisas mais chatas e fica feio. as fotos ficam pequenas.

resolvi que no tumblr, eu ia postar as fotos das minhas viagens.
eu que viajo tanto...

tem umas fotos de umas viagens antigas que nunca postei...
são meu novo projeto! já tem umas lá.

o endereço: lauramorena.tumblr.com
finalmente, consegui um domínio com meu nome na ordem certa..rsrs!!

apareçam por lá.
o blog continua normalmente, com posts quase diários.
lá vai ser mais esporádico... ;)


de hoje cedo


ao entrar no ônibus dos professores, sento ao lado da amiga companheira de assento.
ela fala duas palavras, solta um sorriso amarelo, e eu pergunto: "o que foi?"

ela chora por 25 minutos.

a camada de proteção de uma mulher entristecida é fina, fina como véu.
basta uma pergunta.

e essa verdade é milenar.
...

3.11.10

temporada osesp 2011


chegou meu livretinho e hoje é o dia de refazer a assinatura para o ano que vem.

que empolgação. não sei quantos sabem, mas quando se é assinante da osesp, compra-se um "pacote"de 8 concertos por um preço mais baixo e o assinante tem a chance de escolher os melhores assentos. a organização divide todos os concertos do ano em 4 séries e claaarrro, distribui os melhores concertos bem "irmamente"..rs!

esse é o meu problema. nas quintas-feiras a noite (que são os dias que posso ir a sala são paulo) existem 4 possíveis séries disponíveis.

eu vou fazer essa assinatura com o lineu soares e com a regina mota, e a gente ficou de definir juntos qual série escolheríamos. ontem a noite, eu mandei um email enorme pra eles, discriminando quais concertos eram mais atrativos de cada série.

fiz até um quadro comparativo. as informações no quadro são incompletas, porque o lineu e a regina também têm o livrinho e sabem os opus, os números e os compositores de cada concerto. o que fiz foi um breve resumo. uns são mais interessantes por causa do solista, outros pela obra em si! e esse quadro reflete a minha opinião, apenas ;)
lembrando que cada série contém ao todo 8 concertos, mas no quadro comparativo só coloquei os que são imperdíveis (do verbo "imperder"...rsrs) e os "íveis" (do verbo "ir")...rsrs!

brincadeiras lingüísticas a parte, no meu caso, a vencedora estatíticamente foi a série pau-brasil!

para o lineu, foi a cedro.
a regina ainda não respondeu.

e agora, e agora? alguma sugestão?

quarta-feira


olho aberto, desliga, levanta, levanta.
veste, bebe, come, corre.
corre, dirige, chega.
escreve, fala, corre, corre.
esquece, desculpa, segue a correr.

respira. ainda é cedo.
nem 10 da manhã.

;)